SUITES E ESTUDIOS
SERVIÇOS
CONFIDENCIALIDADE
CONTACTOS
EVENTOS
PREÇÁRIO
Bem-Vindo ao Motel da-Vim

Momentos Inesquecíveis...

 

O Edifício.

Contemporâneo, Reflector, Ensimesmado.
Linguagem simples, Linhas rectas, Corpos Camblantes, Superfícies reflectoras.

Expressão da função ou simplesmente uma peça arquitectónica minimalista onde tudo acontece no interior e o interior é secreto.

 

Os Ambientes

Envolventes, Nocturnos, Atrevidos.

Cores densas, Texturas aveludadas, Brilhos luxuosos, Formas corporais. As figuras míticas dos filmes de fetiche e os cenários de devaneio do mundo secreto individual.

 

O Atrevimento de uma história.

A Concepção do Motel privilegiou a criação de espaços minimalistas, envolventes e atrevidos. A utilização de materiais simultaneamente contemporâneos, lisos e laváveis confere o sentido do conforto e da confiança. A ergonomia, as formas arredondadas, as cores fortes e os reflexos de luzes quentes conjugam-se para a criação de ambientes densos.

E o atrevimento. O Motel pretende ser cenário de histórias, potenciar novas histórias e contar ele próprio uma história. A filmografia, a fotografia, o voyerismo, os mitos femininos do cinema erótico, das revistas sensuais, das festas de glamour da alta sociedade em ambientes bem reconhecidos. A história do Motel conta-se em suites e quartos, onde se entra sem ser visto e se sai contando uma outra história. Brigitte (bardot), Marlène (dietrich), Marilyn (monroe), Cleópatra, Emanuelle são figuras que remetem para a história das estreias sensuais do erotismo cinematográfico e patrocinam ambientes envolventes e atrevidos à sua própria imagem. As festas de Hollywood, o Estúdio de fotografia, o Cabaret, a Playboy são temas escolhidos pela sua relação com o mundo da sétima arte, com o erotismo e a apetência fetichista pelo ambiente sofisticado, obscuro e escuro da alta sociedade e do estrelato mediático dos anos dourados do cinema. Sempre com uma pontinha daquilo que o motel acrescenta...o picante e o atrevido. Os acessórios modernos, sob a forma de tecidos suspensos, arcos acrobáticos, balancés mecânicos, varões de aço, cadeiras provocatórias, conferem o toque de modernidade fetichista que coloca a pontuação num texto montado com a história do cinema e do erotismo.